Você está aqui

Ensaios de módulos fotovoltaicos

O Laboratório de Sistemas Fotovoltaicos do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (LSF/IEE-USP) realiza ensaios em módulos fotovoltaicos conforme os Requisitos de Avaliação da Conformidade para Sistemas e Equipamentos para Energia Fotovoltaica da portaria INMETRO 004/2011, a qual avalia os equipamentos nas condições nominais e extremas de funcionamento para garantir que os mesmos tenham uma qualidade mínima garantida.

Mesmo que o módulo fotovoltaico já tenha certificação IEC, TUV, UL ou qualquer outra, é necessário realizar os testes no Brasil, pois o INMETRO não aceita relatório do exterior. A portaria 004/2011 do INMETRO é o documento que trata da etiquetagem de componentes para sistemas fotovoltaicos. A condição para aceitação, além de passar nos testes de isolamento elétrico, é a potência medida estar entre -5% e +10% da potência nominal do módulo. Com o valor da potência e com a medida da área externa dos módulos calcula-se a eficiência, após isso emitimos a etiqueta INMETRO com a letra (A, B, C, D, E) correspondente à eficiência.

Para solicitar um ensaio é necessário preencher, assinar e enviar em formato eletrônico (pdf) a correspondente planilha de especificações técnicas (PET - modulos fotovoltaicos) e o formulário de solicitação de etiquetagem para fotovoltaico@iee.usp.br . Os ensaios e envio dos equipamentos devem ser agendados pelo endereço fotovoltaico@iee.usp.br

Para a execução dos ensaios são necessárias duas amostras de cada modelo de módulo fotovoltaico. O fornecedor é responsável pelo envio das amostras ao laboratório. O valor para cada modelo testado é de R$ 3400 (três mil e quatrocentos reais). Neste valor estão inclusos todos os testes exigidos pelo INMETRO, quais sejam: itens 10.1, 10.2, 10.3 e 10.15 da IEC 61215 (IEC 61646 para módulos de filme fino). Os custos para registro do produto no INMETRO e os custos logísticos para entrega e coleta dos módulos fotovoltaicos no laboratório são de responsabilidade da empresa solicitante. Após os ensaios, o IEE-USP enviará um aviso de cobrança para a empresa solicitante.

De acordo com a Portaria INMETRO 004/2011, os módulos fotovoltaicos são classificados por tecnologia, Silício cristalino e Filmes finos, Tabelas 1 e 2.
 

Tabela 1. Silício Cristalino

Classe de Eficiência Energética
A > 13,5%
13% < B < 13,5%
12% < C < 13%
11% < D <12%
E < 11%

Tabela 2. Filmes Finos

Classe de Eficiência Energética
A > 9,5%
7,5% < B < 9,5%
12% < C < 13%
6,5% < C < 7,5%
5,0% < D < 6,5%

 

  • Importante:

O registro do produto no INMETRO possui validade de 1 (ano). Portanto, para manter a etiquetagem de um determinado modelo, a empresa deve realizar, a cada ano, novos ensaios no laboratório acreditado pelo INMETRO.

O relatório de ensaio emitido pelo laboratório acreditado pelo INMETRO também possui prazo de validade. Sendo assim, recomenda-se que a empresa registre o produto no sistema orquestra do INMETRO imediatamente após receber o relatório de ensaio.

- O INMETRO elaborou um documento orientativo para fabricantes e importadores, para acessá-lo clique aqui.
- Para verificar quais são os equipamentos registrados oficialmente no INMETRO clique aqui.